Dia mundial sem tabaco - 31 de maio

Do(a) Ascom por Renata Marinho/ Seyane Andrade | Publicado em 31/05/2022 às 16:32

Dia mundial sem tabaco - 31 de maio
Dia 31 de maio - Dia Mundial sem Tabaco. 

A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conscientizar a população sobre as consequências do tabagismo, alertando acerca das doenças e mortes evitáveis relacionadas ao consumo desse produto.

O tabagismo é considerado uma doença e já não é novidade que o vício traz sérias consequências ao organismo do fumante. O uso contínuo do tabaco cria um complexo sistema de dependência: a nicotina, constantemente oferecida ao cérebro, muda o seu funcionamento, obrigando o fumante a consumi-la para produzir os neurotransmissores responsáveis pelo bem-estar e pela capacidade de concentração. 

Outro fato são os cigarros eletrônicos, que tem público trocando um vício pelo outro e é prejudicial à saúde igual. Segundo a ANVISA, o tal do “VAPE” (vaporizadores), tem sua comercialização, importação e propaganda proibida no Brasil desde 2009. 
Se a troca do cigarro pelo vape não é recomendada, o uso dos eletrônicos por quem não fuma tabaco também é um risco. Um estudo realizado pelo Inca mostrou que o uso dos dispositivos aumenta em mais de três vezes as chances de uma pessoa que nunca fumou experimentar o cigarro convencional e mais de quatro vezes o risco de uso.


O cigarro pode afetar as pessoas de várias maneiras:
Provoca dependência pela nicotina, o que obriga o fumante a fumar várias vezes, todos os dias.
Provoca lesões em vários órgãos, levando às doenças que mais matam no mundo: câncer, infarto do miocárdio, DPOC, aneurisma de aorta, acidente vascular cerebral, além de aumentar a incidência de infecções.
Além do impacto direto ao fumante, o cigarro provoca danos ecológicos, destrói florestas, utiliza insumos tóxicos para natureza e causa 20% dos incêndios.


As doenças mais comuns são:
Câncer: o cigarro possui entre 50 e 80 substâncias cancerígenas e 30% de todos os cânceres são relacionados ao cigarro. Os principais são os de pulmão (o cigarro é o responsável em 85% dos casos), boca, laringe, faringe, estômago, pâncreas, rim, bexiga e colo do útero.
Doenças coronárias: responsável por 25% dos infartos e anginas.
Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC): 85% dos pacientes com bronquite crônica e enfisema são fumantes.
Acidente vascular cerebral: 25% das ocorrências de derrame cerebral.

🚫 Diga não ao tabagismo. 

 PREFEITURA MUNICIPAL DE INGÁ
Avançando com você!

Mais Lidas