Notícia

Projeto Esperança no Espaço: astronomia, ressocialização e conhecimento reunidos em projeto apresentado na Pedra de Ingá. Veja vídeo

por Seyane Andrade Publicado em 21/07/2023 às 15:38 832 Visualizações

Na noite desta quinta-feira (21), o Sítio Arqueológico das Itacoatiaras, às margens do rio Ingá, na encantadora Pedra Lavrada, testemunhou um encontro especial entre amantes da astronomia e entusiastas do projeto "Esperança no Espaço". Idealizado pelo diretor da unidade prisional da cidade de Esperança, Lindemberg Gonçalves Lima, o projeto tem como objetivo unir a ciência da astronomia com a ressocialização de detentos.

Com o apoio da juíza da Comarca de Esperança, Dra. Paula Frassinete, que destinou recursos das verbas pecuniárias para aquisição dos materiais, o projeto vem ganhando força e promovendo oportunidades transformadoras. A proposta é simples e brilhante: os presos fabricam telescópios de alta qualidade, que, posteriormente, podem ser doados para escolas públicas da região.

No evento, o público presente, majoritariamente composto por estudantes e amantes da astronomia, pôde conhecer de perto o funcionamento do projeto e apreciar os telescópios fabricados pelos detentos. Infelizmente, o céu parcialmente nublado não colaborou muito para a observação completa do espaço naquela noite. No entanto, a ocasião foi uma oportunidade única para fortalecer os laços entre a comunidade, a ciência e a ressocialização.

 

Diversas autoridades marcaram presença e demonstraram apoio à iniciativa inovadora. O secretário de administração penitenciária do estado da Paraíba, João Alves, e o gerente executivo de ressocialização, João Rosas, prestigiaram o evento ao lado do diretor da unidade prisional de Esperança, Lindemberg Lima. O prefeito Robério Burity, o secretário de comunicação e cultura, Tiago Garcia, e o secretário de turismo, Vavá da Luz, também estiveram presentes, destacando a importância do projeto para a região.

O evento contou ainda com uma exposição de meteoritos coordenada pelo NEPA - Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia da IFPB e APA - Associação Paraibana de Astronomia, coordenado por Marcelo Zurita, que atraiu o interesse e bastante atenção do público presente.

O encontro deixou claro como a ciência e a educação podem se unir para promover mudanças significativas na sociedade. O projeto "Esperança no Espaço" se destaca como um exemplo notável de como a astronomia pode ser uma poderosa ferramenta de transformação social, proporcionando novas perspectivas e oportunidades para aqueles que estão buscando uma segunda chance.

Através dessa parceria entre ciência, justiça e educação, a iniciativa vem mostrando que o conhecimento pode ser uma estrela guia, capaz de iluminar caminhos e abrir portas para um futuro melhor para todos. E, mesmo com os obstáculos impostos pelo céu nublado, a noite foi iluminada pelo brilho da esperança e da determinação em construir um futuro mais promissor.

Confira:

Notícias